quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Namorando na esquina...

(ok vou confessar que os brutos também amam e eu estou numa fase levemente romântica...eheh. Deve ser alguma conjunção astral).
São Paulo, como todos nós sabemos, é uma cidade que gosta de trânsito... Aqui congestionamentos acima dos cem quilômetros são normais... Então o quê fazer? Tentar arrancar os cabelos? Ficar nervosa?? Não adianta... sinceramente só piora a coisa... Eu escuto música, claro. Ainda mais agora que eu tenho MP3 no carro... E olho para os lados.... E neste dias em que eu estavá, lá parada no trânsito comecei a reparar numa cena típica da adolescência: o namoro na esquina. Atire a primeira pedra quem nunca saiu da escola, e no caminho para a casa, encontrou aquele menino ou menina, logo ali na esquina... Vi umas três cenas destas esta semana e me chamou a atenção... Afinal é singela, bonita e romântica... (sinceramente não sei o que está acontecendo comigo) O tempo que fico parada no trânsito é bem grande, então dá para observar... Eles ficam lá... conversam, de mãos dadas e principalmente se beijam... É engraçado ver a felicidade e ao mesmo tempo a timidez pelo beijo. Assim que termina os dois se encolhem, sorriem sem graça e o resto fica iluminado com o brilho no olhar que dispara de cada um... Acho que as neuras começam extamente neste ponto. O que ele acha? Será que gosta de mim? Vai contar para os amigos? O que vão falar? E se a minha descobrir? Será que alguém vai me ver?? Bom eu vi... mas não vou contar para ninguém...

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Os Borgias

(fim de semana literário 2 - acho que ainda vou falar muito sobre este livro)
Eu sou fascinada por personagens... acho incrível a possibilidade de você criar vidas, colocá-las no papel ou na tela... Sou fã de Mario Puzzo por isto... Ele não só criou um personagem como toda uma família que entrou para a história da literatura e do cinema de uma forma difícil de ser superada: Os Corleones... A saga do Poderoso Chefão para mim é uma das coisas que eu mais amo assistir... Já perdi a conta de quantas vezes fiz isso.. De vez em quando eu alugo um dos três filmes para assistir... Também agradeço muito ser assinante de TV a cabo quando alguma programadora passa os três de uma vez só, numa verdadeira maratona... Gosto mais do segundo... mas esta não é a questão. A questão é Mário Puzzo. Para pesquisar os Corleones, ele conheceu Os Borgias.... A primeira grande família do crime... Demorou 20 anos escrevendo o livro e morreu sem terminar. O livro foi terminado por sua namorada Carol Gino. Olha vou falar é difícil de largar... e estou ansiosa pelo momento em que vou poder me dedicar ao livro novamente... Fiz isto o final de semana inteiro e só parei quando não conseguia mais manter o olho aberto... Estamos falando da época do renascimento e do Papa Alexandre VI, que antes de ter este nome era o poderoso Cardeal Rodrigo Borgia, pai de Lucrécia Bórgia, César Borgia, Juan Borgia e Jofre Borgia. Tutti bonna gente... Os filhos do Papa eram poderosos e viviam daquelas coisas que caracteriza a máfia: matam e roubam em favor de si próprio e de seus corregilionários... Os atos do Papa Alexandre, descendente de espanhóis é bom dizer, determinaram o mundo que conhecemos hoje. Afinal foi graças a ele que a Igreja privilegiou a Espanha na divisão do Novo Mundo... A história é fascinante: intrigas, jogos de poder, incestos, amores impossíveis, traição, envenenamentos, amantes, guerras... Queria ler o livro como parte da minha pesquisa para a peça que estou escrevendo... Mas descobri mais... descobri a raiz da nossa civilização e cada vez mais chego a conclusão que para entender tudo a nossa volta é preciso entender a história da Grécia e principalmente da Itália. Vale a pena ler. Estou amando.

Fup

(fim de semana literário 1)
Semana passada recebi a indicação entusiasmada de um amigo que deveria ler o livro Fup de Jim Dodge. E que depois de fazê-lo eu entraria para um fã clube do livro, como atesta também a apresentação de Marçal Aquino, na edição bonitinha da tradicional editora José Olympio. E eu devo dizer que depois de devorar o livro em apenas uma hora e meia, já que ele tem apenas 96 páginas, estou fascinada.... me pego pensando no livro e em tudo que ele significa ou pode significar... É um livro singelo, já que conta a história de um velho bêbado, seu neto maluco e uma pata... a Fup... um animal cheio de vontades e manias... Vale a pena ler. É muito fácil... Está na minha categoria de livro que eu amo...Um bom momento é quando Jake fala do seu segredo para proceder quando não se tem a mais vaga idéia do que se está fazendo. "Esses segredos, na ordem em que invariavelmente os listava, eram: intuição, razão e desespero". Nesta ordem de atuação... Descubra Fup, de Jim Dodge. Um escritor maluco que vive recluso num rancho, mas que é um dos grandes da literatura americana...

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

D.R.

((tema polêmico))
D.R., mais conhecido com o momento de "Discutir a Relação" é simplesmente odiada por muitos. Tem pessoas que preferem comer jiló a ter que passar por este momento... Fogem dele como o diabo foge da cruz... Mas afinal de contas o que tem de tão ruim em discutir a relação?? Eu não sou a melhor pessoa para falar sobre o assunto, haja visto que eu não sei namorar, não sei ter um relacionamento e muito menos deixar uma pessoa se aproximar de mim de forma íntima (isto não quer dizer que não tenha sexo em volta. uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa). Mas nem sempre foi assim... eu já fui casada uma vez e tive pelo menos três namorados bem sérios... Talvez me falte um pouco de prática... mas a questão é que eu comecei a achar que discutir a relação é realmente muito importante. E se de verdade vc se incomoda com este momento é porque vc ainda não alcançou o grau de intimidade com uma pessoa que lhe permite por exemplo falar sem traumas, ou seja lá o que for que vc acha que ela está muito distante, que fez determinada coisa que não gostou... e por ai vai. Quando vc tem intimidade de verdade, normalmente vc não fala grita... Coisas do amor. O Saulo que é meu genro, casado com a minha enteada Clarisse, mãe do meu neto João Vitor (sim eu sou avó), disse uma coisa muito sábia: a a gente só briga com quem ama de verdade. Porque além de tudo a intimidade é uma merda... vc perde o limite do razoável e passa a viver de forma muito honesta com a outra pessoa... Vc é vc mesmo e a outra pessoa é ela mesmo. Sendo assim, o discutir da relação passa batido no dia-a-dia. Mas quando vc é amante, tem um FGTS (Foda Garantida Toda Semana) ou coisa do tipo... Discutir a relação é um tormento... porque vc vai precisar também enfretar os fatos reais da sua relação que ficam lá... naquele cantinho, esperando que o tempo mude, que as coisas se aprofundem que a intimidade chegue.... Mas o triste é que a intimidade, também vem com a irritação, com as mazelas, com as nossas manias, com calcinhas furadas, cuecas centenárias, etc, etc, etc... O triste também da intimidade é que ela acontece... ela surge... é impossível forçar. Então se vc não tem intimidade para discutir a relação, vc tem um relacionamento raso, sexual, conveniente... Pode até ser amor... mas não é amigo. Outra característica da intimidade é a profunda amizade que ela cria...

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Letra de música impressionante...

(sempre penso nesta música, hoje especialmente mais...)
Mal Necessário - Ney Matogrosso
Composição: Mauro Kwitko
Sou um homem, sou um bicho, sou uma mulher
Sou as mesas e as cadeiras desse cabaré
Sou o seu amor profundo, sou o seu lugar no mundo
Sou a febre que lhe queima mas você não deixa
Sou a sua voz que grita mas você não aceita
O ouvido que lhe escuta quando as vozes se ocultam
Nos bares, na lama, nos lares, na cama.
Sou o novo, sou o antigo, sou o que não tem tempo
O que sempre esteve vivo, mas nem sempre atento
O que nunca lhe fez falta, o que lhe atormenta e mata
Sou o certo, sou o errado, sou o que divide
O que não tem duas partes, na verdade existe
Oferece a outra face, mas não esquece o que lhe fazem
Nos bares, na lama, nos lares, na cama.

terça-feira, 23 de outubro de 2007

O egoísmo é a solução??

O fórum do Manhattan Conection desta semana é a seguinte pergunta: a melhor coisa que você pode fazer pela sociedade é cuidar de si mesmo? O fórum se baseia no livro da Ayn Rand, As Virtudes do Egoísmo. Um pequeno livro de mais de mil páginas, considerado por muitos a Biblia do capitalismo. Bom, não vou entrar nos méritos da questão. Mesmo porque a estudiosa é considerada muito polêmica. Mas eu fiquei pensando se concordo com isto e cheguei a conclusão que mais ou menos... O egoísmo é visto como um sentimento que pertence ao lado negro da força... Mas por outro lado, se o individuo consegue cuidar de si mesmo, ele ao mesmo tempo estará contribuindo para a sociedade... Pessoas equilibradas, cientes de seus deveres e obrigações (sem peso moral, por favor) olham para a sociedade de outra forma e assim contribuem... Sabem o que devem fazer pelo meio ambiente, pelas educação das crianças, pela boa convivência. Não consomem produtos ou serviços desonestos ou nefastos e não são desonestas ou nefastas... É uma coisa complexa... Mas acho que deva existir um "meio-egoísmo" onde a partir do pequeno, constribuimos para o grande... ou seja para o bem de todos.

Agradecendo muito

Caros amigos, queria agradecer a todos o carinho. Eu já tô melhor... só não descobri o que foi, uma virose, uma gripe, um cansaço... A medicina é cheia de possibilidades.... Mas por via das dúvidas tome um anti-alérgico... Tem tanta coisa no ar que tudo dá alergia...ehehe... Mas eu to legal. Obrigadaaaaa!!!! Ah esqueci pode ser o leite também.... que absurdo!!! Soda cáustica??? água oxigenada? No leite... alimento de crianças... Isto é mais do que um crime contra a saúde pública. Isto é um crime contra o ser humando... bom... este assunto é outra coisa. Bjs.

domingo, 21 de outubro de 2007

A dor

De onde vem? Do tempo passado? Deste tempo que vivemos? Do Climatempo? Não sei... Ela assola e faz a gente entender a condição humana, fraca. A dor é aquilo que nos coloca no nosso devido lugar... Faz pensar no limite, no cansaço, nas atitudes, hábitos e costumes.... Vou melhorar. Por enquanto o médico disse que é apenas um virose, uma gripe....

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Talvez algum dia

Esta é do fundo do baú sem fim!!! Só as pessoas com mais de 30 vão sentir tanta emoção quanto eu!! Este filme marcou profundamente a minha vida... Lembro de ter assistido num sábado a noite, junto com a minha irmã, no "Primeira Exibição" da Globo. Alguém lembra disto??... Nos tempos em que não existia VHS e o DVD era uma promessa da ficção científica, o que restava eram os filmes da TV... Como eu chorei... É claro trata-se de uma comédia romântica daquelas. A menina tem 13 anos e vai aprender violão, com o bonitão ai do lado. Na década de 80, mesmo com este cabelo ele era o máximo. Ele já era mais velho... tipo uns 18. Eles começaram a se gostar e então ela não podia dizer para ele que tinha só 13 anos... Ela mente... Eles são felizes por um tempo... Ele descobre e aí ela come um bolo de chocolate para afogar as mágoas numa das cenas memoráveis do filme... Estava procurando ontem na net e achei a foto... mas não o filme. Adoraria ter este DVD... mas o cara que vende no Mercado Livre já vendeu e não tem outra cópia. Mas fica aí... uma lembrança de um tempo inocente. Se alguém tiver o filme por favor me avise. Em inglês o nome é "Sooner or Later"... É lindo este filme. Coisa de meninas.

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Eu não esqueci...

Eu sei que parece estranho eu não ter comemorado com entusiasmo a saída de Renan Calheiros do Congresso... Eu comemorei, mas com ressalvas... Primeiro porque eu sinto, assim como todos os brasileiros, que há algo de muito podre no reino da Dinamarca e esta saída foi na verdade é uma negociata... Hoje o Lula deu um recado da África, onde ele está para comemorar não sei quanto tempo de um golpe militar... Eu prefiro não comentar isto. Mas o recado é: a presidência do Senado deve ficar com o PMDB... Assim o pessoal do PT entende que deve parar de crescer o olho na cadeira... A pergunta que não quer calar: o Renan tirou férias. Mas ele volta?? Será que vamos assistir ao filme a volta dos que não foram??? Tudo é possível. Pelo menos da pensão a gente tá livre... Já que pelo jeito a CPMF vai passar até 2050... A playboy da Mõnica Veloso é recorde de público e critica!!! Tá vendendo que nem água... A minha idéia é pedir desconto no imposto de renda ao apresentar a nota da compra da revista. Será que pode?? Deveria. E este país é mesmo aquele da piada pronta... não é que a moça tem um coração tatuado na bunda??!! Então tá... aquela coisa a gente ama bunda, somos um bando de bundões, sendo roubados por outros bundões maiores... Deveriamos mudar o nome para República da Bundas. Se é que vamos continuar sendo uma república.

domingo, 14 de outubro de 2007

Stardust, Tropa de Elite e Despertar de um amor...

Estes foram os filmes que assiti neste final de semana prolongado. O Stardust é um conto de fadas mal comportado, como atesta o seu cartaz na porta do cinema. É verdade. O filme é uma aventura, perfeita para divertir e emocionar. O filme é muito legal com um roteiro bem sacado. Michelle Pfeiffer linda e feia ao mesmo tempo.... No papel da bruxa malvada. Robert de Niro faz o papel de um pirata gay... é impagável. Vale a pena ver... Quando terminou o filme aconteceu uma coisa que é mais motivada pela sensação... As pessoas começaram a aplaudir o filme... é engraçado, mas também legal.
No sábado assisti Tropa de Elite. Eu já li muito sobre este filme, vi muitas discussões sobre ele na lista dos roteiristas e para falar a verdade acho que Tropa de Elite é um novo divisor de águas no cinema nacional. Por uma série de questões. Afinal ele conquistou o público antes de chegar aos cinemas, com uma das obras mais pirateadas dos últimos tempos... E é realmente impossível passar impune ao filme... Se ele é facista?? Acho que não... E as reações ao filme são proporcionais aos pensamentos de cada um. Não dá para achar legal o Bope que faz o que faz. Não dá nem para comentar sobre a PM... Não dá nem para comentar sobre a classe média, os traficiantes e tudo que está no filme. Aliás este é o mérito do filme, mostrar o que para a gente é normal. Mas que é muito anormal. O jeitinho brasileiro é o modus operante da nossa sociedade... com ele já não se sabe o que é ou não legal ou honesto. O importante é livrar o lado... Sem ter que entrar no sistema.... Acho que o grande mérito do filme é mostrar o sistema e tudo o que ele faz para sobreviver. Um sistema de propina, que sustenta os deputados, as ONGs, os traficantes, a Polícia... todos possuem a mesma fonte de dinheiro: o crime. Claro que uma hora vai dar merda. Já está dando. Desde a ditadura, existe um prazer da classe média pensante em dar mais valor ao bandido, do que a polícia... Afinal o bandido é o cara que mata, mas ele também dá remédio pra quem precisa. Pra mim isto é do tipo "rouba, mas faz". Não defendo aquela polícia que aparece no Tropa de Elite. Defendo a polícia que deveria existir mesmo: honesta, bem estruturada, treinada, equipada, que funciona ao lado do cidadão. É pedir muito??
Despertar do Amor eu assiti no DVD. É um filme triste, mas muito bonito. Uma história de amor que vai crescendo aos poucos.... Olha no final dá muita vontade de chorar...mas vale a pena, até para conhecer o interior da China, numa paisagem incrível. Edward Norton está sensacional.

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

PPPs Saltitantes...

Tenho certeza que este post vai deixar muita gente triste, principalmente a minha irmã. Mas é mais forte do que eu. Tenho certeza também que você já recebeu, vai receber ou receberá um "PPP Saltitante". São aqueles arquivos de power point com uma música Richard Clayton, fotos de paisagens aleatórias com mensagens de amor, amizade, motivação e tudo mais... O subject vem sempre com: vc é especial para mim, te mandei porque lembrei de você, vc é uma das poucas pessoas para quem eu to mandando isto. Aí, tocada de culpa (já que sentir culpa é o meu esporte) eu abro o e.mail e o seu respectivo anexo... Lá vem... Primeiro começa a música, depois vem a foto, e depois vem as frases... frase por frase elas pulam na tela do computador. Entram cada uma de um lado... e vc vai teclando para ir mais rápido, mas não adianta... As frases vão saltitando na tela... e aí vem mais. Mais fotos, mais músicas de piano, mais frases... E não acaba nunca. Alguns são do mal... vc não tem como encerrar, só depois que terminar. Eu sempre penso na pessoa que faz isto... Fala sério, o ser tem muito tempo. Deve dar um trabalho enorme, juntar as fotos, as frases e a música. A música é fácil... Ai para piorar mais ainda, vem a mensagem no final: mande para todas as pessoas que você ama.... Quer dizer que se eu não mandar, eu não amo ninguém??? Os PPPs saltitantes reunem tudo o que eu mais odeio: mensagens piegas e correntes... Nada, nada neste mundo me faz participar de uma corrente. Portanto se vc espera que eu mande para a minha lista esqueça... Eu não vou nem abrir... Este tipo de mensagem não funciona para uma pessoa como eu: com quatro contas de e.mail, três listas de discussões, blog, manias virtuais infinitas... Não abro, não quero saber, não vi... A minha irmã me tirou da lista dela... fingi que fiquei triste....ehehe. Ah esqueci de um detalhe mais legal ainda: para ajudar o PPP saltitante sempre vem acima de 3 megas... é chato de receber, de abrir e de ler... Sou contra. Desculpe, mas sou.

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Carregador de bateria de Deus


Itamambuca... como eu gosto... com sol, vento, vazia... calma. Fim de semana de sol, praia, churrasquinho, amigos, família, filhos e muitas, muitas conversas... Delícia. Passei o fim-de-semana com a Mafê em Ubas... na casinha. Casinha de tantas histórias, de tantas viagens. Mafê mandou bem no churras, acendeu o fogo, o mais difícil... Graças as lições do Bunitão. Tirei aquela cor branca-paulistana-escritório e voltei com as energias recarregadas... como é bom ficar na praia. Como faz bem para o corpo e para a mente. Mafê brigaduuuu!!!

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Delícia de problema...

Toca o telefone.
- Oi Florzinha tudo bom?
- Mais ou menos né mãe...
- O que aconteceu? Vc tá bem? Fala Bela... (eu tenho controlar o meu lado desesperado... mas é difícil)
- Mãe presta atenção: A Rafaela, namorava o Rafael. E ela gostava dele, desde o ano passado. Ai o Rafael começou a namorar com a Bia, antes de terminar com o Rafael e a Rafaela pediu para o Rafael desmanchar dela, porque ela não quer sofrer... Aí o Rafael terminou e agora a Rafaela não para de chorar. A Bia não sabe o que fazer...
- Quem estava namorando com quem??
- Mãe presta atenção... A Rafaela namorava com o Rafael e agora namora com a Bia. Entendeu?
- Sei... e quem tá sofrendo?
-Mãe, todo mundo né mãe... Situação super dificil. A Rafaela tinha até comprado um colar para dar para o Rafael com um coração e uma chave...
- Nossa que bunitinho...
- Mãe, o que ela faz com este colar agora? Joga fora? Eu acho que ela não deve ficar com ele...
- Com o colar ou com o Rafael. Ele não está namorando a Bia?
- Com os dois, né mãe!!! Ai mãe não sei o que eu falo... ela só chora.
- Também não sei...
- É bem difícil...
- Quem que está namorando agora?
- Mãe vc não entendeu nada...
- Acho que não.
- Vou tentar resolver este problema e já te ligo.
- Vc não tem nada a ver com isto Bela.
- Claro que tenho, elas são minhas amigas...
- É verdade.

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Paraíso tropical do Renan

Na última sexta-feira o Brasil parou para ver o último capítulo da novela "Paraíso Tropical". Final de novela é aquela coisa... Já não dá para dizer se é bom ou ruim... é só um alívio. O Olavo matou a Taís e seus motivos foram um pouco duvidosos. Coisas de tramas amarradas de última hora. Mas o que mais interessava não era o assassino da Taís e sim o destino da Bebel. Como o brasileiro gosta de puta... É impressionante a quantidade de putas amadas pelo público, já vimos casos parecidos com personagens vividos por Malu Mader, Giovanna Antonelli entre outras. Vive no imaginário brasileiro, a mulher boa, esperta e que serve mesmo para a cama... Melhor ainda se for pagando, aí sabe como é, pelo direito do consumidor o cliente tem sempre razão. A Bebel é a mulher perfeita para uma sociedade como a nossa... Tudo o que ela precisa é de um senador para chamar de seu e sair pelada na revista. Ops... esta história não é conhecida?? A Monica Veloso, falou de novo com a Mônica Bergamo e disse que não vê semelhanças entre a Bebel e ela... eu tb não vejo. Já que a Mônica é jornalista. A Bebel é puta. Uma coisa não tem nada a ver com a outra, dependendo do ponto de vista que vc analisa. A Bebel se achou em Brasilia. Um paraíso tropical do sexo, do rolex, das mercedes, dos casacos de pele (naquele calor)... A Mônica Veloso sinceramente eu não sei... vou saber mais depois que comprar a Playboy dela que sai no próximo dia 09/10 nas bancas!!! Ela conseguiu o que para a Bebel era apenas um convite. Não perca a chance de ver a verdade brasileira nua e crua!!! O país da bunda peidando na sua cara. E tem mais: se ela ganhar muita grana com a revista não vai mais precisar da pensão-gorda-cala-a-boca que a gente pagava. Menos uma conta. Na verdade a Mônica Veloso na Playboy é uma economia para o povo brasileiro. E só para não perder o costume e o Renan??