quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Damien Rice

Ele é irlandes, nasceu em 1973 e sempre foi considerado a ovelha negra da família. Músico de formação teve um banda, Juniper por oito anos de onde saiu brigado e incompreendido... Damien Rice ficou famoso por causa da sua participação na trilha sonora do filme Closer. A música é a melancólica "The Blower's Daughter". Devo dizer que não prestei muita atenção nele... Aí um dia de churras na casa de Mafê, prestei bastante atenção no moço e devo dizer que me apaixonei... Ele é um cara complexo. Depois que abandonou a sua banda, foi morar na Toscana, na Itália, vivendo do que plantava e da grana que arrecadava na rua tocando sua viola... Isto é demais até para mim... Mas a experiência fez Damien ficar mais calmo e cheio de novas idéias... Estou escutando sem parar o seu primeiro disco "O" e o segundo "9 Crimes", acho que tem outro... mas por enquanto estes dois bastam... É um som triste, melancólico, bonito, sonoro e as vezes raivoso. O violão acústico é uma presença em suas músicas, mesmo quando o som pede uma guitarra. Mister Arroz tem me inspirado muito... Bom som para ouvir no MP3... no conjunto é uma música tranquila. Isto não quer dizer que não seja sofrida.

Sequência de classe

Sempre que chega o fim do mês eu começo a falar mal da minha TV.... Fico puta com a grana que pago por não sei quantos canais e aí vc fica zapeando e não encontra nada para assistir... É no fim do mês que vence a fatura... Depois eu desencano. Mas ontem eu vivi um daqueles momentos em que vc sente que está gastando bem o seu dinheiro. O Telecine Light programou dois filmes na sequência. Albergue Espanhol e a sua continuação Bonecas Russas, que ainda não tinha assitido e gostei muito. Passou a ser minha segunda preferida sessão de filmes em dias chuvosos, frios e com muitos superfúlos perecíveis. A primeira é a sessão tripa do Poderoso Chefão. Alberque Espanhol é um filme divertido, mas com certeza Bonecas Russas é bem melhor. O filme mostra os mesmos personagens cinco anos depois e desenvolve com bons toques de humor as neuroses românticas a que estamos fadados a viver, pelo jeito, ad infinitum... O conceito "Bonecas Russas" de amar também é muito bom... É como se vc tivesse as tais bonecas e fica na dúvida para saber se o seu atual relacionamento, aquele em que vc está apostando todas as fichas, é a última bonequinha. A jóia rara e definitiva de sua vida. Será?? Como saber se não vai acabar, se não vamos sofrer? Se soubessêmos... boa parte da vida ficaria mais fácil, mas com certeza bem mais chata. Vale a pena assistir o filme... é antigo eu sei.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Ah minha querida...


Hoje vc faz 454 anos!! Velha e feia como só vc sabe ser. Mas como vc me é querida!! Tirei esta foto numa recente visita ao mirante do prédio do Banespa no centro da cidade. Alguém já fez este passeio? É muito bom te ver lá de cima... Ainda mais num dia assim... como eu posso dizer tão São Paulo: cinza, com garoa, muitas nuvens e um frio esquisito em pleno janeiro... Já pensei tantas vezes em terminar esta relação... Mas não consigo pensar como poderei viver sem vc. Sem o pastel, sem as padarias, sem o Chopp Paulista (claro com espuma de escuro), sem o cinema, sem as livrarias, sem a Vila, sem o seu ar tão poluído que pelo jeito estou viciada... Toda vez que lhe abandono, morro de saudades. Estou me resignando para saber que morrerei aqui, com vc.... Aliás quero ser cremada e que minhas cinzas sejam jogadas em cima de vc. Para que eu nunca saia daqui... Mesmo depois de morta. Vc me dá muitos motivos para lhe odiar... Muitos poucos para lhe amar... Mas mesmo assim, vc é uma parte de mim. Se não fosse vc eu não seria assim... Tenho cara de paulista e jeito de paulista... Como já me falaram muitas vezes nestas minhas andaças pelo Brasil... Não sei lhe dizer o que isto significa. Mas preferi levar como um elogio. Aliás posso lhe dizer que vc é minha. Minha cidade. Parabéns minha querida. Muitos anos pela frente e quem sabe vc consiga melhorar o trânsito e o sistema de transporte. Que vc fique menos violenta, que os pichadores lhe dêem uma folga, que vc consiga ter um pouco mais de árvores. Gostaria que vc também não ficasse tão triste por causa daquela ponte rídicula que estão construindo, a estaiada... Vc já conseguiu superar coisas piores, não se esqueça do Minhocão. Feliz aniversário, minha querida.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Pedaço de carne comentários

Caros, em primeiro lugar me desculpem a demora. Esta semana está sendo muito corrida. Eu nunca vou abondonar este blog... por menos tempo que eu tenha, vou continuar a escrever... Bom sobre a polêmica "pensamento pedaço de carne". O exibicionismo não é nocivo a ninguém e quem tem e quer pode mesmo é mostrar. Eu mesmo, como já deu para perceber, adoro um frente única... Mas existe uma linha muito fina entre o exibicionismo e a vulgaridade. Ser vulgar é o espetáculo que cada um decide exibir de si próprio... Acho desnecessário e deselegante. E este é sim o meu lado século XIX aristocrático falando... Ser elegante é o minimo... E como diz Glória Kalil, ninguém é chic se não for civilizado. Então... já que, dizem, somos civilizados, certas bárbaridades realmente me incomodam... A menina "de menor" rebolando por 600,00 reais me incomoda... Mas não vamos esquecer que o Brasil é realmente o país da bunda e somos um país de um machismo velado... Assim como todos os preconceitos que insistimos em dizer que não temos... Mas aí o assunto é a nossa formação católica-portuguesa. Juntando o amor pela bunda e o machismo velado, a mulher brasileira tem mais é que ser boa mesmo e burra. Aliás mulher inteligente no Brasil sofre muito... É como um disparate. Se for inteligente tem que ser feia. Se for bonita é burra... Já ouvi cada coisa que nem quero comentar... é rídiculo. E tem outra coisa... como diz o Tim Maia o Brasil é o único país onde puta goza... Claro... alguém conhece um outro lugar onde a profissão mais antiga do mundo é visto com tanta simpatia, romantismo e idealização??? Não vamos esquecer da Bebel, Capitu, Malu Mader e seus não sei quantos papéis de prostituta... O pensamento pedaço de carne desvaloriza sim a mulher e alimenta o arquétipo do homem brasileiro. No próximo post vou falar de música. Muito obrigada pelas visitas e comentários. Fiquei muito feliz.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Pedaço de carne

Quero muito não parecer uma senhora de Santana, defendendo a moral e os bons costumes... mas é que este verão está um pouco demais em algumas coisas... Eu não gosto de discutir o BBB porque é um assunto sem fim, é chato. Tanto o assunto, quanto o programa... Mas a cena das meninas colocando espuma de barbear no peito, me lembrou muito cena de filme pornô...Filme pornô Z... E eu me pergunto: o que motivou isto?? A cabeça feminina que pensa como um "pedaço de carne"? Em outra notícia, esta mais preocupante, num baile funk em Vitória no Espírito Santo o MC chamava meninas para subir ao palco e tirar a roupa por 600,00 reais. Uma menina subiu... ficou completamente nua e corre a boca pequena que ela era "de menor". O que motiva? A cabeça feminia que pensa como um "pedaço de carne"? Ivete Sangalo agitando Salvador, enquanto cantava não cansava de olhar para a sua bunda no telão e mandar para a galera: "tô muito boa, né". "Cabeça pedaço de carne"??? Eu me preocupo com uma sociedade assim... Tem uma hora que a bunda boa cai, que o peito também, que 600 reais já não vem mais de se exibir num clube para um monte de gente... Precisa aparecer de outro jeito. Será que isto é normal e eu que sou preconceituosa?? Será que tudo é uma brincadeira, inocente?? Imagine como vai ser o carnaval?? Só a Globeleza, por causa da classificação indicativa, vai aparecer de roupa este ano?? Sabe o que mais preocupaca... é que este sentimento "pedaço de carne" contamina a sociedade de uma forma que passa a ser tudo normal... para todo mundo. Será que eu sou tão careta assim, que acho que tá um pouco demais?? Será que respeito a si mesmo, ao corpo, a dignidade tá fora da pauta?? Será que a mulher brasileira precisa começar a se ver de outra maneira... que não seja só "boa"?? Sei lá... vou continuar de roupa.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Paisagens das Minas Gerais...


Caminho para "Saudade" nome da cidade onde minha avó nasceu. Um distrito de Mar de Espanha. Lindo não?? As vezes é bom ver a terra...

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Carnaval com data marcada

O setor de turismo brasileiro está querendo fixar a data do carnaval para o primeiro final de semana de março. Assim, as agências teriam mais tempo para vender pacotes e as pessoas, que gastam muito no começo do ano, teriam mais dinheiro para curtir o Carnaval com data marcada. O setor de turismo está muito triste porque este ano o Carnaval cai no começo de fevereiro e isto está encurtando a temporada de férias. Ora bolas... isto só acontece em anos bissextos, a cada quatro anos. Em 2009 o carnaval vai cair em março... Se vc perguntar para qualquer pessoa tá todo mundo feliz que este ano, pelo menos este ano, o Brasil vai começar a funcionar mais cedo. Já que, como todos nós sabemos, o país só anda depois da quarta-feira de cinzas!! E como fazer com a tradição? Com o calendário religioso? Como assim carnaval na quaresma?? Acho que existem certas coisas que valem mais do que o dinheiro do setor de turismo... Não sou a favor disto... Existe um sentindo na festa, na data e por mais que as pessoas tenham se esquecido disto... talvez seja a hora de lembrar.

domingo, 13 de janeiro de 2008

Hoje é o dia...

"Devo lhe dizer que não vou lhe dar o enorme prazer de me ver chorar, nem vou lhe cobrar pelo seu estrago, meu peito tão dilacerado. Bato o portão sem fazer alarde, levo a carteria de indentidade, uma saideira, muita saudade e a leve impressão de que já vou tarde... " Fazer o quê? Nada...

Os livros

Recentemente li na internet sobre uma nova tentativa de fazer o e-book emplacar. Ele seria a mesma coisa que os tocadores de música digital, só que para os livros. A mesma quantidade de títulos que cabem em duas salas lotadas de estantes, poderia ser colocada num único aparelhinho... Nada de ir até a livraria e ficar olhando capas e mais capas, nada de procurar por títulos em sebo... Bastaria um download e pronto... Esta não é a primeira vez que tentam emplacar o livro digital... Da primeira vez ele não deu certo e mais uma vez acendeu a discussão: os livros vão acabar?? Espero não ver este dia... Espero que isto não aconteça na minha existência. Além de adorar ler... eu adoro os livros de forma física. Não suportaria tal fim... Sofreria de verdade. Seria muito ruim para mim não poder ter um livro nas mãos e ao invés de virar uma página eu deveria rolá-las... Gosto do papel... de suas letras. Os livros com certeza são as coisas mais importantes de uma civilização... Sempre que alguém quer implantar um regime revolucionário que vai fazer a população viver melhor, a primeira providência é queimar os livros, proíbi-los, difamá-los e por aí vai... Duvidoso isto não? Quem duvida do poder dos livros? Mas, apesar de tudo.... eles continuam a atravessar os tempos e desde a invenção da escrita, eles estão por aí... Como extensões de almas, como fonte de inspiração, conhecimento. Para mim a história que melhor representa a relação com os livros é a história de Jorge Luiz Borges, o grande escritor argentino. Muito próximo de morrer, Borges ficou cego. Na mesma época a Enciclopédia Britância estava lançando sua mais recente edição, totalmente reformulada e atualizada. Como um gesto de admiração a editora da famosa enciclopédia mandou todos os exemplares para Borges, sem saber de sua cegueira. Quando descobriu, no melhor estilo inglês, resolveu mandar uma carta de desculpas pelo gesto tão grosseiro. A resposta de Borges veio para supreender a todos: "Foi com grande felicidade que recebi os livros. Não posso mais lê-los. Mas posso senti-los. Gosto de tê-los por perto, de sentir seu cheiro e de saber de suas possibilidades. Muito obrigado por tão generoso presente." Também gosto de viver entre os livros. Não li todos que tenho. Talvez faça isto um dia... Não sei se os livros vão acabar no formato que conhecemos e virar digital... Eu não quero ver isto, não quero participar disto e rezo para que esta seja a única coisa que a modernidade não possa destruir...

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Aos produtores

Li também o divertido e muito interessante livro "A gente se acostuma com o fim do mundo" de Martin Page. O escritor francês que também assina um dos meus livros preferidos: Como me tornei estúpido. Nesta sua nova obra a história é sobre um produtor de cinema maluco que acaba se encontrando... Na verdade é muito mais do que isto... Mas vc vai ter que ler para saber...Vou reproduzir uma parte do texto do livro, como uma homenagem aos sempre sofridos produtores... É o texto de agradecimento de Elias a um prêmio que ele estava recebendo pela produção de um filme:
"Sinto-me orgulhoso de receber este prêmio, mesmo tendo dificuldade em entender o motivo. Meu trabalho é permetir que as histórias ganhem existências. Não crio nada. Sou apenas um parteirdo, um simples médico que provê cuidados, que se assegura de que a obra respire e que a sua saúde não seja frágil demais para enfrentar os olhares rigorosos dos espectadores. Um dos meus amigos e colegas, Victor Malène, disse-me um dia, e acredito que estava falando sério, que a única coisa que faltou para Deus foi um produtor. Ou seja alguém que lhe dissesse: "Fique tranquilo, você pode criar o mundo em quinze dias, se quiser, até mesmo em um ano. O que você criou até agora foi um rascunho, tem boas idéias, mas você há de convir comigo que há um excesso de regiões desérticas, e esses vulcões, tudo bem, é bonito, mas já pensou nas consequências? E eu lhe peço Deus, faça uma revisão na cópia do seu homeme, porque certas coisas realmente não vão dar certo". Acredito que, se Deus tivesse tido um produtor, o mundo não seria assim, tão a ferro e fogo. Não haveria tanta dor e tanta miséria".
Também concordo, afinal os produtores trabalham para as coisas acontecerem e dar certo...

Biografia do Tim Maia

Eu sou uma pessoa que adora ler biografias... Eu acho que além de mim, milhões de pessoas desenvolveram o mesmo gosto, haja visto que é o setor das publicações editoriais que mais cresce. A biografia do Tim Maia é um daqueles livros que vc fica chateado quando acaba... É muito legal...Conta a história do Tim, mas também do Brasil, da minha geração, das coisas que vivi... Foi muito gratificante descobri mais sobre o Sindico do Brasil. Uma figura única, mas completamente maluca... Dá vontade de ouvir Tim Maia até cansar... O texto do Nelson Motta é uma deliciosa conversa... Uma narrativa fluente e muito agradável... O livro chama Vale Tudo... Vale a pena ler...

I am back

Eu estou de volta!! Depois de um longo período respirando o ar puro das montanhas das Minas Gerais estou com uma grave crise de abstinência de gás carbônico e ainda não me localizei direito no planeta Sampa... Mas sei que isto demora um pouco e logo, logo e volto ser a paulista de sempre... Estressada, irritada e com o pulmão cheio de poluição. Devo confessar que estava com saudades... Mas foi bom ficar este tempo todo sem fazer quase nada... Apenas o necessário para a sobrevivência: como comer e dormir... Mas eu acho que a minha lombriga também entrou em férias e ela me fez comer muito... Só tenho esta explicação para o fato de ter comido como uma louca... To com um puta sentimento de culpa... O que é bom. Já que adoro sentir culpa... ajuda a diminuir a falta de gás carbônico.... Foi tudo muito bom... Natal um pouco triste pela saudade do Tio Air... Mas no Ano Novo estava todo mundo mais animado e lembramos muitas histórias engraçadas.... Foi bem legal ficar em família... Carinhoso, acolhedor... Meu pai tá ótimo... pelo do que estava antes do piripaque... Li muito... Lembrei dos meus tempos de adolescência quando eu lia um livo atrás do outro nas férias.... Vou comentar sobre os livros mais abaixo. Assisti um monte de filme bobo... Desde de Duro de Matar 4.0 até o bem legal Quatro Irmãos... Bem legal para o estilo: tiros, vingança e honra... Minha cabeça ainda tá meio devagar... Mas como disse a Claudinha, eu sofro de deslocamento de neurônios... Em alguns momentos do dia meus neurônios se desgrudam e vão nadar no profundo da minha cabeça... Aí cansados de vagar no nada, eles se juntam novamente e eu volto ao mundo real.... Isto explicou muito de mim...ehehe. Mudei o layout do Blog. Ficou bom?? Escolhi azul porque 2008 está sendo regido por Ogum e sua cor é azul escuro... Este também é o Ano do Rato, mas a Ana vai publicar no Blog dela um monte de coisas sobre isto e aí eu coloco o link aqui... Saudades de todos... Prometo ficar mais animadinha nos meus textos... Estava mesmo desanimada. Feliz 2008 que seja de muita paz, amor, alegria, saúde e prosperidade!!!!