Postagens

Mostrando postagens de 2014

O presente que sonho para São Paulo

(texto para a tradicional mudança anual do blog)
Aniversário de São Paulo e a tradicional época de demonstrar um pouco de amor a essa cidade.  E apesar de São Paulo não prestar, não ter amor, compaixão, beleza, carinho, paciência, gosto muito daqui. E não me canso de pensar como tudo poderia ser diferente. Mas sei que as mudanças não acontecem de uma hora para outra. Aqui não tem mágica. Mas poderia começar por algum lugar e se eu desejo algo para essa cidade, queria ver o Parque Augusta inteiro, não retalhados em lotes, com dois prédios no meio. Já temos grades, porteiros, controle remoto, crachás, câmeras de segurança, demais. Estamos saturados. Se for assim, não vai ser um parque. Apenas mais um desses lugares que ninguém entra sem um código de acesso. Um parque. Não mais uma catraca para gente passar sem olhar para os lados. Sem ver o outro, sem conviver. Um parque no meio da cidade. Perto do metrô, que permite o acesso de pessoas de todas as zonas. Um lugar para o skate, o Tai-chi…