sexta-feira, 26 de junho de 2009

Adeus Michael...

Eu sei que todo mundo só fala nisto. Mas como não falar?? É impossível... ontem quando a notícia começou a rodar aqui, todo mundo achou que fosse piada... Mais uma invenção destes sites de fofocas... Mas não era... Ela tinha sim morrido. De uma forma estranha, como foi toda sua vida. Devido a minha idade avançada conheço o menino prodígio desde quando ele cantava com seus irmãos... passei a minha adolescência com suas músicas na história de minha vida e lembro de dois momentos muito marcantes: Thriller e We are the world. Lembro até hoje do primeiro dia que vi o clipe no Fantástico... Enchi o saco do meu pai para comprar o disco. Todos os meus amigos tinham o disco e bailinho na garagem que era bailinho garagem não podia existir sem os hits do super hiper mega álbum... no final, claro, as pessoas se juntavam para tentar dançar a coreografia... O mundo do pop tinha um rei absoluto. Nunca vai existir um cara como ele. Ninguém nem ousa dizer que vai existir um novo Michael Jackson... Assim como até hoje não houve um novo Elvis... We are the world acho que foi a música que mais encheu o saco do planeta. Como tocou!!! E também, antes do U2, inaugurava a "canção para salvar o mundo" Lá tava o Michael reunindo os amigos para cantar em prol da fome...O mesmo Michael que ficou branco, que foi acusado de abusar de crianças, que construiu uma casa que demonstrava o quanto ele era infeliz, que pendurou o filho na sacada de um hotel e que cantou Billy Jeans. Tô triste de verdade... O mundo do pop, aquele mesmo onde todos nós vivemos, mesmo sem ter consciência disto, está sem o seu rei... e vamos ficar assim... meias lurex, sapatos estranhos, roupas esquisitas, músicas malucas, gritinhos histéricos... E as piadas já começaram, segundo Adriana (a rainha dos trocadilhos) Ele morreu primeiro que a Madonna, porque a Madonna encontrou o menino Jesus primeiro... Bom... o show tem que continuar...

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Embalando o coração

Eu realmente estou amolecendo... nem fiquei com vontade de fazer o meu tradicional minuto de silêncio em homenagem ao Dia dos Namorados... muito pelo contrário. Quero dizer a todos que comemorem da forma que puder... juntos, separados, com os amigos, com a família... o importante é pensar no amor. E deixar que ele embale os nossos corações. Aproveitar tudo... em todos os instantes, de todas as formas... Não ter medo... Porque daqui a pouco tudo o que a gente temia, tudo o que a gente não queria... muda... acaba... e o que fica mesmo é, como dizia minha sábia avó, o que a gente bebe, ri e come. Então... Se vc for pagar mico na fila do motel... meus parabéns, aproveite para fazer o aquecimento no carro mesmo e não ficar reclamando. Se a fila do restaurante está grande grande aproveite para beber um pouquinho a mais e ficar mais relaxado... faça como a Denise e assista "O primeiro ano do resto de nossas vidas" e chore até não querer mais... Se não der presente, dê abraço, beijos, muitos carinhos... enfim Feliz Dia dos Namorados.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Um longa jornada....

Too many birds (Bill Callahan)

Too many birds in one tree
Too many birds in one tree
And the sky is full of black and screaming leaves
The sky is full of black and screaming
And one more bird
Then one more bird
And one last bird
And another
One last black bird without a place to land
One last black bird without a place to be
Turns around in hopes to find the place it last knew rest
Oh black bird, over black rain burn
This is not where you last knew rest
You fly all night to sleep on stone
The heartless rest that in the morn, we'll be gone
You fly all night to sleep on stone,
to return to the tree with too many birds
Too many birds
Too many birds
IfIf youIf you could
If you could onlyIf you could only stop
If you could only stop your
If you could only stop your heart
If you could only stop your heart beat
If you could only stop your heart beat for
If you could only stop your heart beat for one heart
If you could only stop your heart beat for one heart beat.

domingo, 7 de junho de 2009

Uma tristeza profunda...

Lhe conheci faz pouco tempo... apenas um ano... mas nos tornamos muito amigas... Vc sempre com uma mensagem para as coisas ficarem mais leves... eu de volta a um ponto muito difícil de minha vida... mas vc ajudou. Costumava dizer que nunca tinha tido uma chefe tão legal... Respeito e paciência... vc sempre teve comigo. Conversávamos muito... sempre... a toda hora... a cada instante eu virava para falar qualquer coisa besta... comentar qualquer coisa da internet... fazer uma fofoca básica... sonhar com viagens, roupas e sapatos que a gente sabia que não iríamos comprar... Falar de nossos astros de cinema preferidos e comentar o ridiculo de cada um... Ultimamente estava percebendo vc triste... mas achei que era só um momento... que tudo iria passar. Problemas de saúde em algum momento a gente vai ter... mas isto lhe abalou... Hoje vc foi embora... e eu nem faço idéia como vai ser daqui pra frente... Só saberemos no tempo... hoje, agora... é tão doído... lamentável... mal posso imaginar como será viver esta saudade...