quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Reply na caixa de spam

Caro Zig, sei que a gente já se conhece há algum tempo. Estou acostumada a receber suas mensagens quase todo dia. Sinto que nossa relação tem um “lance”, mas eu não sei se ela é sólida o suficiente para que a gente comece a partilhar as nossas finanças. Tenho muitas dúvidas... Por isso ainda não decidi te mandar meus dados bancários e as minhas senhas. Sei que você já se irritou profundamente com a minha negativa e já tentou pegar na marra. Mas acho que deve ter passado, você continua me escrevendo. Mas dinheiro não é bom para nenhuma relação, atrapalha e além do mais prefiro pensar que você gosta de mim como pessoa, a nível de ser humano, não apenas como uma senha. Bjss e até amanhã.

Fê_molhadinha, querida olha entendo a sua tentativa de provocar em mim sentimentos e paixões até então imagináveis, mas assistindo aos vídeos que me mandou (vi só metade porque não pude colocar o número do meu cartão crédito para ver o resto), acho que sou muito careta para você. É sou... desculpa, mas tenho a sensação que se entrar na sua posso não chegar viva ao final da tal noite de loucuras que você promete. Por favor, não pense que acho você uma assassina, tenho certeza da sua paixão por mim, jamais duvidei, é que sinto não ter preparo físico para aguentar até o final. E... preciso te dizer uma coisa: aquele seu amigo vestido de diabinho, me dá muita vontade de rir. Já te disse também que tenho problemas com peito... não gosto muito. Então, vamos parar por aqui. Não sofra, vai ser melhor para nós duas. O tempo nos dirá. Beijos.

Menino_da_porteira, vou ser direta com você: não vou na sua festa! Por favor, não se sinta ofendido. É que o meu conhecimento de sertanejo para em “Fogão à Lenha” com Chitãozinho e Xororó e sei a letra de “Entre tapas e beijos”. Mas, pelo que você descreve, o seu evento é bem mais moderno, já que o som é o “mais puro sertanejo universitário”... Sinceramente, também não consigo me imaginar na “grande fila de cowboys e cowgirls gastando a sola da bota até o sol raiá.” Amigo, se você estiver a fim de um cinema, um jantarzinho, ficar na fila da paleta mexicana, me escreve. A gente marca. Bjss.

Mirella, não tenho interesse em comprar “pó de Goji Vita para emagrecer”. Admiro a Ivete Sangalo por ela usar, mas não é para mim. Obrigada.

Padre Moa, obrigada pelas suas orações e sermões. Mas como o senhor exige seguir as riscas os mandamentos da Santa Igreja Católica, não tenho condições de ser sua seguidora. Por favor veja o outro e.mail que lhe mandei falando o que penso sobre família, todo tipo de família, contracepção e divórcio. Atenciosamente.

Lúcifer, nesse momento não tenho interesse em participar de nenhuma seita satânica. Pela sua insistência tive que te bloquear. Espero que entenda. Sem ressentimentos.

Lulu, adorei suas flores de biju! Pena que seu site está fora do ar. Da próxima eu compro. Parabéns pelo seu trabalho. Bjss

(depois eu continuo faltam só 1093 mensagens) 

sábado, 3 de janeiro de 2015

Cara nova, problema velho

Percebi que ano passado, em 2014, escrevi apenas um post. O ano inteiro e eu me dei ao trabalho de escrever apenas uma vez. Péssimo. Isso sim é um abandono. Estou cumprindo tabela ao mudar o visual do blog, como faço todos os anos, apenas para manter a tradição e o meu canto particular na internet. É como um paulista que tem um terreno na Bahia, sonhando com o dia em que vai conseguir finalmente largar tudo e morar lá. Por enquanto é apenas um pedaço de terra cercado. O exemplo se aplica muito ao blog. Um dia sonho em alimentá-lo com muitos textos, conteúdo interessantes e que tocar o coração das pessoas. Um dia... quem sabe quando eu me aposentar da vida corrida que levo... um dia quando não passar 12 horas sentada na frente do computador escrevendo. Um dia quando tiver tempo para pesquisar temas e achar, todo santo dia, algo relevante para postar. Um dia... quem sabe... talvez. Por enquanto o que posso oferecer é apenas a manutenção da cerca. Tenho o projeto construído na minha cabeça: um blog que fale de cinema, livros, arte, cultura, comportamento... os temas pelos quais me interesso. Vou ler um livro e resenhá-lo aqui... por enquanto eu mal termino de ler os livros que começo. Assisto muitos filmes ainda... mas não consigo escrever sobre todos. Bem que gostaria... comentar as séries que acompanho... o que penso sobre cultura. A gente tem sempre tanta coisa pra compartilhar, tanta coisa na cabeça... e só coloca para fora na mesa do bar, lamentando com os amigos o tempo. Esse senhor destemido e atrevido, que não se dá o trabalho de parar um minuto para que eu posso realizar esse sonho. Então para concluir a culpa não é minha... é o do tempo. Já estou entrando em contato com os meus advogados para ver o que podemos fazer para processá-lo. Um dia quando ele for julgado... um dia... vou pedir de volta o tempo perdido e prometo usar a indenização toda aqui. Até daqui a pouco quem sabe...